Browsing Tag

Salvador

Vivências Fotográficas

Edivanildes Damiana de Castilho Reis

27 junho, 2016
Sem Título-1

Meu nome é Edivanildes Damiana de Castilho Reis, sou soteropolitana e tenho 53 anos. Sou assistente social há dois anos e meio, um sonho que realizei com mais de 40 anos. Fui casada duas vezes e tenho duas filhas que já são adultas, lindas e maravilhosas! São meus grandes amores nesta vida.

Para mim ser mulher é ser uma criatura importante, temos o dom de procriar, a função de instruir continue lendo

Vivências Fotográficas

Maria Souza da Silva

21 junho, 2016
Sem Título-1

Sou Maria Souza da Silva, tenho 50 anos e sou baiana. Nasci e sempre morei no mesmo bairro em Cassange, uma antiga comunidade quilombola em Salvador. Atualmente sou dona de casa e me orgulho muito disso, mas também já fui uma microempresária administrando um bar/ lanchonete que ficava bem próximo a minha casa. Dessa forma, cuidava da minha casa, do bar, continue lendo

Vivências Fotográficas

Karla Fabiana Dourado da Silva

20 maio, 2016
capa

Eu sou Carla Fabiana Dourado da Silva, tenho 44 anos e sou missionária da organização cristã Jocum (Jovens Com Uma Missão) há cerca de 24 anos. Ser missionária para mim é desafiador, mas também é muito gratificante porque envolve crescimento, relacionamento, fé e perseverança para superar as dificuldades que vão surgindo.

Nasci na cidade baiana de Irecê e cresci numa família bem estruturada e com uma base muito sólida, e isso foi muito importante na minha formação pessoal. Sempre fui uma mulher independente e tive liberdade para fazer minhas escolhas de vida. E foi assim que aos 16, 17 anos defini que entre a faculdade de jornalismo e a vida missionária, eu escolhia a segunda opção. E não me arrependo porque fui uma jovem muito idealista e viver com um propósito maior sempre pareceu ser meu destino. Já estava no meu DNA ser uma “quebradora de paradigmas” e uma buscadora da verdade.

Na minha adolescência já estava envolvida com causas sociais e desenvolvimento de projetos, meu desejo era trabalhar como jornalista política porque eu tinha um forte engajamento civil nesse assunto. Mas não pense que me sinto frustrada por não ter cursado uma universidade, como missionária não deixo de ser uma comunicadora e me sinto satisfeita e realizada profissionalmente.

No passado, vivi alguns episódios de preconceito por ser mulher mas consegui superar todos. Um que me marcou foi ainda na infância, quando um amigo de escola tentou me beijar a força. Além de não deixar que ele me beijasse, fiz questão de ir na diretoria para relatar o ocorrido. Nunca tive medo de manifestar minha opinião e garantir meus direitos como mulher, então esse episódio ilustra muito minha postura frente à vida.

Ser mulher para mim é precioso demais, considero que ter nascido neste sexo é muito importante. Gosto de ser quem sou a não tenho medo de explorar minha feminilidade. Ainda mais bacana é poder proporcionar essa mesma convicção para outras mulheres, que precisam de afirmação e busca quanto a sua sexualidade.

Minha mensagem para todas as mulheres é que cada uma não seja apenas mulher por ter nascido como uma, mas que se posicione como tal. Que você possa buscar o seu melhor explorando sua beleza e natureza. Maravilhoso nesta vida é ir além de seus limites e de como você se vê. Se ame, se descubra como mulher e conheça seu universo para que possa vencer suas barreiras. Seja você mesma e viva permanentemente alegre, independente das circunstâncias.